Casada Dando Pra Um E Chupando O Outro

17 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , ,

visualizações

17 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , ,

Casada Dando Pra Um E Chupando O Outro

Casada Dando Pra Um E Chupando O Outro

depois ela se virou empinando a bunda. SEM CONTAR OS OLHOS VERDES QUE PRENDIAM A ATENÇÃO !!NÔS ENCONTRÁVAMOS SEMPRE NOS INTERVALOS DAS AULAS E EU CLARO EMBORA REPARASSE NELE, NÃO ME DEIXAVA LEVAR POR SUAS CARACTERÍSTICAS, NÃO QUE NÃO ME CHAMASSE A ATENÇÃO, MAS É QUE EU ESTAVA PASSANDO POR UMA FASE DIFÍCIL, SOZINHA HÁ ALGUNS MESES, POIS HAVIA TERMINADO MEU NAMORO E NAO QUERIA ME ENVOLVER COM NINGUÉM POR ESTAR MUITO CARENTE E TENDO MEDO DE ME ENVOLVER EM UMA FRIA !!!PORÉM UMA TARDE TUDO MUDOU !!CAÍA UMA CHUVA TREMENDA ENQUANTO ESTÁVAMOS NA ESCOLA, E NAQUELE DIA EU HAVIA FICADO ATÉ MAIS TARDE TERMINANDO DE CORRIGIR UNS TRABALHOS, MAIS COM AQUELE PÉ D’ÁGUA ACABEI FICANDO MAIS DO QUE HAVIA PLANEJADO !!EU ESTAVA SÓ NA SALA DOS PROFESSORES ,QUANDO ELE CHEGOU SÓ DE CAMISETA E TODO SUADO, EM RAZÃO DAS AULAS QUE DERA NA QUADRA COBERTA !!!PELA PRIMEIRA VEZ, REPAREI NELE NÃO SÓ DANDO ” UMA OLHADA “… … ME DESCONCERTOU TOTALMENTE AO VÊ – LO NAQUELE ESTADO ….

Ela então disse que ele podia ficar, como recompensa por ter realizado sua antiga fantasia, pois tinha muitas tanguinhas, de cores e tamanho diferentes, para agradar ao macho dela, pois não voltaria sozinha, já que era muito bem casada. "Raramente fica triste ou abalada, e além dos olhos expressivos, seu sorriso surge fácil na boca de lábios desenhados.

Valéria gemia e pedia que Roberta continuasse. Entendi o recado e montei em minha tia, esfregando a cabeça do meu pau na entrada de sua enorme bunda, com uma marquinha de biquíni minúscula onde fui forçando a entrada. Ele começou a secontorcer e disse que ia gozar na minha boca,continuei chupando pois adorava o gosto da porra na minha boca e queria engolir tudinho. BEM SE NÃO ESTÁ AQUI TEM QUE ESTÁ EM OUTRO LUGAR DISSE EU VAMOS PROCURAR? VAMOS ONDE ACHA QUE ESTÁ, AH JÁ SEI DENTRO DA CALCINHA, FALEI COM MEDO DE UMA REAÇÃO DE RECUSA DELA, QUE NADA APROXIMOU O VENTRE DE MIM E DISSE PODE VER. Abri sua bermuda e ele tirou ela em um instante ficando igualmente de cueca igual á mim.

Aquilo me deu um tesão danado, fiquei louco e comecei a puxar assunto, me disse que estava na cidade a trabalho e no outro dia voltaria a sua cidade natal, eu falei que tambem voltaria no proximo dia. Comecei a olhar com outros olhos pra ela, espiar ela trocando de roupa, tomando banho, prestei atenção em cada curva do seu corpo e comecei a perceber que sim, ela era realmente gostosa: 41 anos, branca, baixinha, cabelo na cintura, loira, coxas grossas e bunda grande.

Abracei-a bem apertado pela barriguinha, beijei seu pescoço sentindo o perfume dela.

"Bom, uso o nome fictício de Fernando, tenho 24 anos e sou do Paraná. Aluguei apartamento e ela ficava em casa estudando pois tinha passado pra faculdade de direito.