Comendo Negra Cavala Rabuda

Comendo Negra Cavala Rabuda

Comendo Negra Cavala Rabuda

Era casada, mas ficava o dia inteiro em casa, porque o marido saía cedo e só voltava à tardinha. Meu cuzinho ele comeu nossa to todaaa molhada… Espero que gostem pos esse foi.

Essa posição me deixou mais confortável, pois eu agora podia controlar as ações.

Logo vimos que ali tinha segundas intenções, mas como não somos bobos decidimos aceitar.

O lubrificante que ele passara fazia com que brilhasse, ressaltando suas dimensões cavalares, embora a palavra “cavalar” dê a ideia de algo comprido; na posição em que eu estava, prestes a ser empalado, o que mais me impressionava e assustava era a grossura; meus pensamentos foram interrompidos pela voz dele. a gente sabe que vc vai voltar putinha rabuda, e me comeram quase que diariamente por uns 40 dias…. Ele entra e escuto eles conversando, resolvendo o problema e então eles entram no quarto, onde supostamente tinha mais um defeito, e percebo que os dois estão bem empolgados, eu consigo espiar, mas eles não conseguem me ver, vejo que minha esposa está se insinuando para o rapaz, chegando perto, encostando nele e ele por sua vez retribuindo, já mostrando estar excitado, até o momento que caiu o controle no chão e os dois se agacharam pra pegar a coisa esquentou, começaram a se beijar e um a passar a mão no outro. Num dado momento, o cara virou de costas ficando de quatro prá mim enquanto batia uma punheta alucinante.

Isso mesmo, ela queria posar para que eu a pintasse! Nossa! comecei a imaginar como seria ficar horas observando cada detalhe do corpo daquela negona… pintar seu rosto, seus lábios carnudos, seu olhar de expressão sensual, sua cor de pele negra.

Euu gozei na boca de minha esposa e ela tomou todo o meu leite;Gilmar não tinha gozado ainda,mas notei que ele acelerou as metidas e ele gozou vários jatos na buceta dela…. A Bruna já sabia que eu estava comendo a sua tia.

Nunca vou me esquecer do dia que comi a irmãzinha puta do meu amigo.