Coroa Morena Desejosa Queimando De Tesão Vai Até A Pça Da República Procurar Um Macho Que Apague O Seu Fogo

Coroa Morena Desejosa Queimando De Tesão Vai Até A Pça Da República Procurar Um Macho Que Apague O Seu Fogo

Coroa Morena Desejosa Queimando De Tesão Vai Até A Pça Da República Procurar Um Macho Que Apague O Seu Fogo

Voltei a chupar seu cuzinho e sua buceta, virei-a de costas na cama com as pernas abertas, chupei sua buceta e enfiei o dedo médio da mão esquerda no canal vaginal ensopado, lubrificando-o, então introduzi esse mesmo dedo lubrificado em seu cuzinho, enquanto chupava seu grelinho, e sua buceta, ela estremecia de tesão, gemia alto e suspirava, mordiscava a boca e apertava os peitos com as mãos. Meu namorado queria praia e eu falei pra ele ir que eu ia faze comida meu sogro claro que disse que ia me fazer companhia assim que meu namorado saiu eu coloquei um top e um shortinho e fui procurar as coisas pra fazer o almoço quando eu sinto uma mão na minha cintura e outra alisando a minha bunda pelo espaço do short era Sr Alcides meu sogro me chamando de gostosa e ja me virando pra me beijar ele me pressiona eu sinto ja o pinto dele duro ele sem pensar duas vezes tira meu top e suga meus biquinhos duros em meus peitos firmes me olha com desejo e implorando pra eu pegar no seu membro duro pela forma como seu pinto estava pedindo uma chupada eu tiro seu short ali na cozinha mesmo e vejo aquele membro grosso me chamando. minha perna e senti todo o caralho daquele coroa me preenchendo. A garota se masturbava velozmente e gemia, enquanto eu comia minha “quadrúpede” morena, esfolando seu reto com tamanha voracidade que ja chegava a temer os efeitos daquela bolinha branca. Então subi para meu quarto e fui tomar um banho! Depois do banho apaguei!"MEU SOGRO ME COMEU NO DIA DO CASAMENTO!rnrnrnCom 23 anos eu trabalhava no setor de seguros de um grande banco.

Ela chegou no final da noite, afoita, desejosa pelos meus carinhos. Ele gemia mais alto a cada engolida na cabeçona que eu dava e dizia que estava amando aquele momento e me perguntava baixinho se eu tava gostando e se queria que eu fosse o seu macho secreto, eu respondia murmurando e ele mais ficava com tesão e já tava enfiando o dedo cheio de creme no meu cuzinho que tava piscando muito, ele acariciava meus cabelos e mandava eu mamar mais a me chamava de “minha putinha”… -mama seu macho putinha, mama… Eu tava quase gozando sem encostar a mão no meu pau… Ele gemendo e arfando e eu deitado ainda no seu colo olhando aquele colosso na minha frente até que ele não agüentou mais, segurou firme minha cabeça com uma mão e com a outra enfiava todo dedo grosso no meu cuzinho até explodir em gozo na minha boca dando urros e gozando que mais parecia uma torneira aberta saindo leite. – Ah, Clovis, que bom que foi… matou saudades!– Pra mim também… transar com você sempre foi algo divino!– Lembra aquela vez que transamos na piscina da casa do lado da república, aproveitando que os donos tinham viajado?– Se lembro, foi uma loucura!– Escuta, aqui em casa tem piscina, superprotegida. bom eu não voltei pra minha esposa e depois de um tempo a prima dela veio morar aqui de vez e na casa dela rolou uma orgia entre mim ela é minha ex esposa mais isso fica pra uma próxima história espero que gostem valeu!Marlene estava com as costas toda marcada pelas chicotadas e sentia sua pele “queimando” e agora presa daquela maneira, com os lábios, praticamente dentro do canal vaginal da amiga, a sentia tremer, tentando segurar a vontade de urinar.