Festa No Apartamento Entre Amigos

Festa No Apartamento Entre Amigos

Festa No Apartamento Entre Amigos

A amiga inclinou o pau na sua direção, e ela o colocou em sua boca. Leticia e casada e morava com seu marido de 47 aqui em casa, pois o apartamento deles ainda não estava pronto, sempre tivemos respeito uns pelos outros da casa nunca ouve nenhum incidente exceto quando minha irmã brigou com o Leandro: Nesse dia eu estava na sala assistindo televisão sozinha com um camisola comportada cobria até metade da minha coxa, nada de mais estava usando uma calcinha transparente e como sempre e minha bucetinha lisinha, estava deitada no sofá quando ouvi eles brigarem e depois ouvi passos na escada imaginei que Leandro iria embora mas ele apenas se sentou no outro sofá de frente ao que eu estava, ele estava sem camisa e de bermuda de jogar futebol um pouco larga, ele não e nada bonito também não tem um corpo atlético resumindo nada atraente, ele se sentou e falou algo sobre a briga mas nem dei bola e continuei assistindo, já se passava das 00:30 da manhã ainda estávamos assistindo, a essa hora já estavam todos dormindo imagino eu, não nos falamos por um bom tempo apenas assistíamos a um filme (não me lembro qual), levantei e fui preparar um miojo, a cozinha fica bem ao lado da sala, cozinhando fiquei imaginando coisas e por um momento senti vontade de provocá-lo, foi ai que começou a brincadeira.

O beijei mesmo sabendo que haveria um empurrão ou até mesmo uma briga, eu só não me aguentei. O contraste maior era entre o rosto quase de menino e aquele corpo de ogro, sem pelos, coberto apenas com um short de time de futebol. Mas logo a colocou de quatro na cama e continuou as bombadas.

Abraços"Por favor, venha ouvir meu conto em áudio, um beijo da Marisa, ouça em:– Não faz isso comigo, eu quero você – protestei ofegante – você está me deixando louco e eu vou acabar…Tavinho sugeriu que fossemos pra cama os tres, pois iriamos ensinar ao gabriel muitas coisas gostosas. Eu acabei me vestindo e saindo (o meu era mais fácil de esconder do que o dele) e dei uma desculpa qualquer para a demora dele.

Com o fim da festa e todos indo embora ela me pediu para ficar com ela e tomar mais algumas cervejas e se eu poderia leva-la para casa depois disso.

Fui para fora do quarto, minha mae estava acordada já, vendo tv na sala e havia falado com minha prima quando eu estava dormindo, ela havia dito para que eu e minha irmã fossemos a noite para Floripa (dava uns 50km de onde estávamos) para ir a uma balada com um casal de amigos dela.

Meu pau na calça jeans estava mais que duro e o calor o fazia parecer que eu tinha uma lanterna na calça, por isso ele foi olhando para baixo durante todo o percurso até seu apartamento.