Gozando Tudo Na Boca Da Novinha

48 seg

Categoria:

Tag: , , , ,

visualizações

48 seg

Categoria:

Tag: , , , ,

Gozando Tudo Na Boca Da Novinha

Gozando Tudo Na Boca Da Novinha

Foi então que o tamanho da encrenca veio à luz:-Tá certo papai, não seja fingido…sempre soube que você é um pegador de novinhas e agora é a minha vez.

Eles tinham um bom relacionamento desde a época em que ele ainda não se divorciara. Fomos para o quarto e ele me mandou ficar de 4 na cama, obedeci e ele começou a beijar minha bundinha que tanto ele admirava, dava uns tapinhas e dizia que não via a hora disso… dos beijinhos passou a lambidas com uma língua áspera que me tava me deixando com muito tesão novamente ele aproveitava e passava o creme nas minhas costas e chegou com a língua no meu cuzinho, ai eu delirei e gemi…ele abriu a minha bundinha com as mãos e enfiou a língua no meu cuzinho depiladindo como se tivesse alucinado por mim, ai eu rebolava igual uma putinha de verdade na língua dele e tava quase gozando, ai sugeri que ele se deitasse de barriga para cima, o que le fez, mais que depressa, eu fui por cima dele e comecei a mamar seu pauzão que parecia maior que no sofá apontando pra cima e ele abria minha bundinha e metia a língua, eu tava alucinado de tanto tesão e seu pau já estava babando novamente quando ele mando eu ficar de 4 novamente, peguei uma camisinha entreguei pra ele e pedi que fosse carinhoso pois eu não sabia se iria agüentar tamanho cacete na minha bundinha, ele sorriu e sussurrou no meu ouvido que iria ser bem carinhoso com o viadinho dele e jamais iria machucar a putinha dele. Eu sempre fiz de tudo pra pra chamar a atenção desse menino pois ele me deixa doida.

Meus dedos tocando os lábios da minha vagina e espalhando meus líquidos por sobre o meu grelo, fazendo a ponta do indicador deslizar em lentos movimentos circulares.

Com a bunda totalmente empinada, ela recebia aquela vara enorme no rabo, levando meu amigo ao delírio.

– Olá vizinhos queridos! Sentiram muito minha falta?– Você sumiu mesmo! Onde andou?– Negócios, tive de resolver negócios em Sampa, mas to de volta.