Mais um video caseiro casada muito safadona trepa com três homens casados recebendo muita gozada na cara com o caseiro de sua casa petrolina – pe

23 min

Categoria:

Tag:

visualizações

23 min

Categoria:

Tag:

Mais um video caseiro casada muito safadona trepa com três homens casados recebendo muita gozada na cara com o caseiro de sua casa petrolina – pe

Mais um video caseiro casada muito safadona trepa com três homens casados recebendo muita gozada na cara com o caseiro de sua casa petrolina – pe

Não pensei duas vezes e, como só temos uma vida, eu ganho bem, trabalho bastante, porquê não? Vamos experimentar a tal da massagem peniana tântrica não é?"Oi oi,vou me apresentar eu sou a Juju tenho 23 anos,tenho 1,74 de altura eu malho, sou loira, siliconada com marquinha de biquíni, bumbum médio que todos homens olham sou do tipo bm safada e quando eu soube que iria sair do Brasil decidi me despedir dos meus amigos, um certo dia decidi me despedir do lucas e do rodrigo q sempre foram muito amigos e já tinha me comido então liguei para eles virem se despedir rsrs mas eu já tava com segundas inteçoes coloquei uma camiseta tomara q caia rosa e um shortinho bem socado no rabinho e só fiquei esperando os dois chegarem. E ai maninho? dormiu bem?—De quatro!Depois de muitas gozadas,ele me penetrou devagar,enquanto chupava meus peitos e massageava meu clitóris…Bom, feitas as apresentações, vamos aos fatos. Abriu minha bunda e começou a beijar as minhas nádegas, uns apertos fortes, umas chupadas meio mordidas!! E de repente senti a língua dele no meu CU!! Pisquei o cu na hora!! Pensei que ele já estava preparando para querer meter no meu cu!!! Mas foi uma linguada, que foi ficando gostosa principalmente quando começou a brincar em minha buceta!!! Perecia que a língua dele queria me atravessar e como foi ficando gostoso!!! Sentir aquela língua no meu cu e aquele dedo em minha buceta!!!"Sentei no colo dele, ainda de cueca e beijei a boca dele, deixei ele mamar meu peito enquanto eu rebolava até eu explodir numa gozada gostosa!! A cueca preta que ele usava ficou toda melada de porra minha. Eu estava deitada na minha cama, recebendo foto de pirocas que não pedi, e os cara pedindo pra eu mandar foto nua pra eles e então fui apagando eles. vi a Safira saindo devagarinho com a mão na boca… Safadona entrou no banheiro e eu nem me apercebi, esteve me espiando e eu me esporrei todo pensando nela. br/contos/a-encoxatriz/""Somos um casal liberal, sem filhos e casados a 10 anos.

Fui dar uma volta, e uma hora depois ela mandou outra mensagem dizendo que eles já haviam terminado e já estavam voltando, voltei e parei no mesmo local onde eu havia deixado ela, logo em seguida ela chegou, entrou no carro e me deu um beijo e falou pra irmos, saímos dali e fomos pra uma rua bem escura que fica perto do centro, ela reclinou o banco, subiu o vestido, sem falar absolutamente nada, começou a me beijar e colocou minha mão na buceta dela, a calcinha estava toda melada, olhamos pra ver se não passava ninguém pela rua, afastei a calcinha pro lado e dava pra sentir a porra dele escorrendo, me abaixei e comecei a chupar, chupei o que tinha ficado na calcinha, eu chupava e sentia o cheiro de sexo e da porra que continuava saindo, ela perguntava se eu estava gostando, eu dizia que sim, que estava uma delícia, e ela falava que adorava me ver chupando a bucetinha dela gozada, acho que de tudo que já fizemos, nada foi mais gostoso do que chupar a buceta dela toda esfolada e gozada, é uma delícia, ela voltou a me beijar e começou a me punhatar, me chamava de corninho manso, e falou que se eu queria uma esposinha puta eu havia conseguido, fomos pro banco de trás, ela sentou no meu colo, como ela havia acabado de trepar, estava com a buceta muito receptiva e macia, meu pau entrava muito gostoso, depois de um tempo eu gozei, então saímos dali.

O Carlos disse só não sei se ele ve vídeos de mulher ou de homem patrão. se alguem se interessar em trocar experiencias, casadas, solteiras, namorando manda email.

ola sou joao carlos tenho 42 anos casado ha 20 anos com uma mulher conservadora nunca tivemos lua de mel entam com os filhos criados resolvemos sair de viagem para uma chacara no interior de sao paulo saimos na sexta feira a noite e chegamos de manha cansados o caseiro e sua esposa nos receberam bem eram um casal de mais ou menos 50 anos a esposa era mais nova uns 40 anos logo ela se enturmou com a minha mulher eu e o sr antonio o caseiro nao somos de muita conversa tambem ficamos bem eu sai com minha esposa a cavalo pelo mato fomos ate uma cachoeira comecei a beijar ela logo estava transando eu sempre tive tesao por ela mais aquele lugar me deixou com mais esquecemos do tempo e veio o sr antonio ver oque aconteceu quase vio a gente sem roupa fomos para a casa dormimos um pouco a noite resolvemos sar e ir ate a casa do caseiro ja que nao tinha ninquem conhecido por perto ao chegar la eles estavam transando com a porta aberta o sr antonio estava comendo o cuzinho da esposa ficamos olhando um pouco e voltamos pra casa minha mulher es tava molhadinha e eu de pau duro comi ela na varanda tentei comer o cu dela mais nao deixou disse que tinha medo de doer nao insisti e dormimos de manha a esposa do caseiro veio buscar minha esposa para nadar no lago eu fiquei descansando depois fui tambem escutei uns gritos e me abaixei e vi minha mulher de quatro e seu antonio comendo ela a esposa dele armou tudo nao tive reacao fiquei olhando de pau duro o cara tem um pau duas vezes maior que o meu ela nunca gritou e gemeu daquele jeito comigo me senti um trapo fiz de conta que nem vi quando voltaram eu disse que iriamos embora no outro dia pois tinha negocios pra resolver ela concordou a noite tentei comer ela mais ela nao quiz sai pra fora e camihei ate o lago sr antonio veio atraz e ficamos conversando sem deixar ele saber que eu vi tudo pois estava humilhado eu senti tesao ao lembrar da cena ele me pediu para ver meu pau estranhei mais ele disse que queria me chupar vi ali a chance de me vingar sem jeito eu neguei mais ele pegou no meu pau e abocanhou tudo dizendo meu gostoso comi sua mulher mais queria era te dar naquele escuro via so o vulto dele me chupando entao senti meu pau endurecer ele lambia eu ja nao aguentava mais nunca tinha feito isso com homem ele se virou e eu comi o cuzinho dele ele senou em cima de mim e com a mao acariciava meus graos e passaca o dedo no meu cu eu estava gostando ele tentou me comer mais nunca dei e ele era pauzudo demais depois de um tempo resolvi experimentar ele cuspiu no pau e veio empurrando quando entrou a cabeca senti tanto tesao que me abri e ele pois tudo doeu muito mais ele nao parou ate colocar tudo eu estava quase gozando ele tirou e pediu pra chupar ele me chupava e esfregava o pau duro na minha cara entao eu bati uma pra ele e gozamos depois como se nada tivesse acontecido voltei pra casa abracei mimha esposa no outro dia despedimos deles e fomos embora nois nunca haviamos trido um au outro la fizemos tudo eu sabia dela e ela nao sabe do que eu fiz ate hoje nunca esqueci a cena dela com outro e me mastuebo de lembrar a transa minha e aquele cara que alem de comer minha esposa me comeu tambem. Disse que não ia dar conta afinal ele me criou desde três meses de vida. Segurei ela pelas quatro patas e deitei ela no chão, fiquei em pé e dei ordem para ela continuar deitada, ela ficou ali deitada esperando receber ordens para levantar, mandei ela levantar e em seguida meti o pau cabeçudo nela outra vez, porem com uma pomada ardida que eu não estava aguentando, ela lambia a buceta com meu pau dentro, desesperada por causa da pomada que ardia muito, nem eu estava aguentando!Aí peguei ela pelas patas traseiras e com o cassete dentro dela, fui arrastando ela para a cozinha, e peguei um pano molhado e limpei o meu pau…estava ardendo muito! Mais na buceta da minha cadela eu coloquei mais um pouco de pomada ardida, e pus o meu pau dentro dela, estava pegando fogo ela quis lamber a pomada que lhe incomodava muito,mais não conseguia pois meu pau estava atrapalhando… e em vez em quanto eu deixava ela escapar de mim dentro de casa depois eu encurralava ela pela frente com o pau duro como se fosse uma caçada de gato e rato, foi muito divertido quando ela tentou esconder sua cabeça debaixo da cama;E depois eu lhe dei uns tapão no ouvido e ela logo voltou na sua posição de vitima escrava de sexo. Eu fiquei em casa e por isso, o caseiro teve de dirigir o segundo carro, pois eram muitas pessoas.