Mulata Tesuda Transando Com Amigo Dotado

Mulata Tesuda Transando Com Amigo Dotado

Mulata Tesuda Transando Com Amigo Dotado

Ai acontece dela estar afim de jogar, foi quando sentei do lado dela e comecei a passar a mão na sua perna abaixo do joelho, quando ela me bate e diz para parar (não sei o que passava na mente dela). Não sou nenhum super dotado, sem essas histórias fictícias, como disse um homem comum.

E eu quicava cada vez mais forte naquele pau até que exautos gozamos juntos, e ficamos ali até o dia amanhecer, conversado , transando , rindo. Depois disso fomos nos lavar,estava calor e ficamos em baixo do chuveiro por quase meia hora. No dia seguinte ao entrar no carro já nos beijamos como se fôssemos apaixonados de anos, fizemos tudo que ela tinha que fazer almoçamos e voltamos ela tinha serviços a acabar em SP e marcamos para dia seguinte.

De um lado fiquei com pena da Mônica, que perdeu uma puta trepada.

Logo nos enturmamos com eles, pois nossas idades eram próximas, Meg tinha 21 e eu 26.  Em um certo ponto então percebi que não era apenas ele que forçava sua pica para dentro do meu cu, mas eu também empurrava minha bunda contra aquele pau grande, senti o saco dele encostando em mim e percebi que finalmente eu estava com aquele caralho inteiro socado no meu rabo…– Não falei que vc aguentava tudo? Com um rabão desse tamanho… Agora rebola essa bunda tesuda… Vadia. O amigo foi o primeiro, veio um jato grosso que melou meu rosto e ele ficou punhetando até terminar, logo o moreno gozou também, um gozo mais fino, mas em maior quantidade e que melou mais ainda meu rosto.

Ela ficou com o rosto e seus peitos em minha direção.

Claro que ‘satisfeita’ não é o mesmo que ‘foi bom pra você’, assim como ‘minhas pernas estão moles’ também não significa ‘não aguento mais’. É com um macho que me pega de vez em quando.

Essa historia aconteceu quando tinha 23 anos com uma garota que conheci na internet chamada Camila(18 anos), ela mulata, 160cm, lábios grossos, peitos pequenos, bunda enorme.