Video Intimo – Bombeira Karol Fodendo Com Colega No Serviço

Video Intimo – Bombeira Karol Fodendo Com Colega No Serviço

Video Intimo – Bombeira Karol Fodendo Com Colega No Serviço

Ele começou a socar uma punheta violenta e gritou– Quero ver todo mundo fodendo essa puta! Dá sua vaca pro corninho ver!Todos riram.

Eu estava sozinha, ele entrou , se apresentou dizendo que era o João Luiz um velho colega de juventude. – Falando assim eu até pararia, mas eu to com muita vontade.

Pensei, pensei e acabei falando besteira:-Isabel, tu ainda tem aquele vídeo ?-Claro que não, eu apaguei faz tempo.

Eu querendo que ele continuasse disse que estava tudo bem, que não tinha doido nada e ele me fez uma pergunta que fiquei sem saber o que dizer… ele perguntou se eu estava gostando eu gaguejei e sem saber o que dizer só gesticulei a cabeça com um sim e ele disse que estava adorando e se ele podia continuar e eu repeti o movimento e ele começou a me encoxar não esperava aquilo, ele me pegou pela cintura e puxou minha bunda no ventre dele e começou a se esfregar em mim, adorei aquilo e empinei bem a bunda abrindo o Maximo que eu podia e senti o pau dele pulsando no meu rego e ele começou a um vai e vem como se estivesse dentro de mim e eu empinava mais e mais a bunda querendo sentir a cabeça dele roçar no meu cu e ele todo estabanado como movimentos errados e como eu tinha visto como tinha fazer na internet disse a ele, mais devagar, acerta o movimento, nem eu acreditei o que eu tinha acabado de dizer, estava tentando ensinar o Nando a me encoxar direito.

""aquela lascivia entre minha esposa e esse colega de serviço se alastrara de uma maneira surpreendente,durante toda semana ela se vestia para trabalhar como se fosse uma puta gostosa de luxo o decote era iminente passava o dia inteiro nano quintal tomando sol e deixando a marquinha bem forte em sua pele que de branca ficou bronzeada,eu sentia um misto de tesao e medo ao mesmo tempo ciumes tambem ficava imaginando o que ele iria fazer com ela e quando dava por mim meu cacete estava enorme e duro com cimento. Essa, afinal, era a chance dela fazer aflorar seus desejos mais secretos, mais íntimos.